logo image
    (11) 2796-8096

Controle financeiro da sua clínica

Uma grande dúvida dos médicos quando iniciam a consultoria médica é sobre o seu próprio ganho mensal, não há falta de dinheiro, as contas são pagas e as consultas fluindo bem, mas como calcular quanto o profissional irá receber? Uma das maneiras de se avaliar se o seu negócio está prosperando é avaliar se o caixa está positivo. Além do mais, uma empresa só prospera se houve aumento no faturamento, correto?

Mas, se o fluxo de caixa não estiver bem determinado é hora de melhorar o controle das finanças. Afinal, ele é uma ferramenta indispensável para a visualização das entradas e saídas de dinheiro. Somente o fluxo de caixa permite que você tome decisões quanto ao planejamento futuro, cortes de gastos, investimentos e outras movimentações financeiras.

Caso não consiga ter controle sobre ele, ou este está constantemente em resultados negativos, pode ser que alguns dos equívocos abaixo estão sendo cometidos:

Não possuir uma boa periodicidade de atualização no fluxo de caixa

Com qual frequência você realiza a atualização do seu fluxo de caixa? Boa parte das empresas dedica-se a visualizar os lançamentos de entrada e saídas apenas ao final do mês. Contudo, estes lançamentos ocorrem de maneira diária e por consequência o movimento do dinheiro também.

Não são raras as vezes em que o recurso disponível em caixa sai com o intuito de comprar um ou outro item que faltou no dia a dia. Mas, nem todas as vezes essas saídas são contabilizadas no lançamento mensal. O acompanhamento diário é extremamente importante para ter um controle de fluxo de caixa real, condizente com o cotidiano da empresa.

Veja também:

Divergência nas informações lançadas

Não adianta lançar informações recorrentemente todos os dias se estas não estiverem bem detalhadas. Escrever hoje “+ R$ 10,00 p/ cad” pode significar entrada de R$10,00 em cadernos, por exemplo, mas ao fim do mês pode-se entender algo como “pagar R$10,00 ao Cad”. E, neste momento, a confusão de informações já está feita e você irá perder tempo tentando se lembrar do que significava a anotação! Para aperfeiçoar a gestão de caixa, deixe informações claras e completas em todas as anotações que tiver que fazer.

Não categorizar os lançamentos (Plano de Contas)

Existem no mercado diferentes softwares que auxiliam na gestão do seu fluxo de caixa, que tornam a inserção e o controle das transações mais rápida e organizada. Mas nada disso adianta se não se souber organizar, detalhar e categorizar (Plano de Contas) os diferentes pagamentos e entradas.

Registrar separadamente as entradas e saídas previstas e efetivadas, deixando claro de onde vieram e para onde foram, é fundamental. Além de fazer a distinção de itens como impostos, funcionários e pró-labore, permitindo que se controle cada centavo gasto e recebido.

Contar com o dinheiro que ainda não entrou

Uma venda dividida em três vezes com a primeira parcela a ser paga pelo cliente após 30 dias significa que este valor irá entrar em trinta dias, não que você “recebeu” este montante no dia. A venda por competência é no momento que ocorre, contudo, seu fluxo de capital é divido em três etapas de 30/60/90. Esses detalhes que podem passar despercebidos na hora de fechar o caixa fazem com que a empresa conte com um dinheiro que ainda não entrou. Ou mesmo gerenciar a antecipação que pode comprometer sua margem.

Quanto mais realistas as suas anotações, mais facilidade você terá para lidar com o fluxo de caixa, seja ele diário, semanal ou mensal. Organizar-se com base nos valores que realmente entraram ou irão entrar em caixa deixa a organização mais fácil e produtiva.

Superestimar a previsão

Informações erradas, lacunas no detalhamento diário e até a sazonalidade podem derrubar muitas empresas já nos primeiros anos. A estimativa de lucros elevados com base em informações imprecisas acaba traindo a empresa no seu propósito de crescimento.

Quanto mais realista forem as suas previsões, preferencialmente baseadas em dados concisos de outros ciclos da empresa, maior será a capacidade de acertar os próximos passos.

Erros acontecem, mas quanto mais você estiver preparado para esses momentos de incertezas, maiores serão as chances de sua empresa seguir firme no mercado.



Posted in Business, Financeiro


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *