logo image
    (11) 2796-8096

Tributação em consultório médico

Tributação em consultório médico:

Realizar a abertura de consultório médico não é fácil requer uma série de planejamento desde a forma de divulgação marketing até a parte mais burocrática como adotar um regime tributário de acordo com a opção mais viável para seu consultório.

É possível realizar um diagnostico de quanto irá para pagar de tributos logo que o assunto causa pânico devido estarmos no país do qual à carga tributária é uma das mais altas com a porcentagem 34,5 %.

Conforme:

http://www.progresso.com.br/caderno-a/economia/brasil-tem-a-14-maior-carga-tributaria-do-mundo

Em clínicas que já estão no mercado sempre surge à dúvida sobre se a tributação atual é realmente adequada?Como reduzir a carga tributária? Lucro Presumido ou Simples Nacional? Qual o melhor momento do Lucro Real?

Como entender os impostos em clínicas e quais os cuidados que são necessários na gestão de um consultório médico:

Qual a melhor forma de tributar?

É preciso que a consultoria contábil analise todos os fatos como seu faturamentodespesas, folha de pagamento e margem de lucro previsto, para definir qual a melhor opção de tributação são por pessoa física ou ainda por pessoa jurídica e qual será a modalidade tributária escolhida para o caso de pessoa jurídica.

  1. Tributação Pessoa Física

Caso seja viável ao médico trabalhar com a pessoa física ele será tributado pelo Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), ele deverá realizar o LIVRO CAIXA.

1.1 O QUE É LIVRO CAIXA?

É o registro de todos os recebimentos e pagamentos em dinheiro, lançados de forma cronológica (dia, mês e ano), quando uma empresa inicia é necessário que possua um controle financeiro dos lucros e despesas, pois esse livro irá auxiliar na  declaração do imposto de renda pessoa física.

Exemplo

LIVRO CAIXA
Data Histórico Débito (entradas) Crédito (saídas) Saldo
01/12/2012 Saldo do mês anterior R$750,00
07/12/2012 Recebimento da fatura mês 10/2012 cfe doc nº140 R$890,00   R$1.640,00
15/12/2012 Compra material de expediente cfe NF nº89367   R$250,00 R$1.390,00
20/12/2012 Pagamento aluguel mês 11/12 cfe documento nº127   R$520,00 R$870,00
22/12/2012 Venda de mercadorias cfe NF nº39561 R$1.000,00   R$1.870,00
    Saldo do mês R$1.120,00
    Saldo anterior R$750,00
    Saldo atual R$1.870,00

1.2 QUAIS AS VANTAGENS DE TER UM LIVRO CAIXA?

Veja também:

Permite a dedução de um quinto das despesas mensais relacionadas aos negócios como, salário das secretárias, contas de consumo do consultório, gastos com materiais utilizados em procedimentos clínicos, livros técnicos e pagamento de inscrição de congressos da área exemplo CREMESP.

  1. Tributação Pessoa Jurídica

Por outra via caso seja orientado a abrir uma empresa será preciso de um acompanhamento para registro nos órgãos como junta comercial, cartório, receita federal, prefeitura, cadastro de vigilância sanitária entre outros que deve ser de sua ciência antes de abrir procure empresas especializadas na área da saúde, afinal não é de conhecimento de todos os detalhes e atenção que precisa ter até mesmo para a divulgação da clínica o conselho regional de medicina analisa os fatores.

  • Escolher o tipo de empresa

É importante analisar qual o tipo de empresa irá abrir até mesmo para definir qual o regime tributário terá que adotar e assim também o quanto precisará investir de capital social

  • Eireli – É constituída individualmente de responsabilidade limitada onde o estabelece proteção aos bens pessoais e o do capital social que é exigido 100x o salário mínimo vigente registro em junta comercial.
  • Sociedade Limitada – Pode ser constituída por um ou mais sócios respondendo pelo valor capital da empresa sem um valor mínimo exigível.
  • Empresário Individual – Muitos acham que é o mesmo que MEI, mas não é. Eles se diferenciam principalmente com relação à restrição de atividades, ao faturamento anual e ao número de obrigações acessórias.
  • MEI – Um titular podendo faturar até R$ 60 mil misturando os bens do empresário optante pelo simples nacional.
  • ME – Um titular podendo faturar até R$ 360mil podendo optar por Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.
  • EPP – Um titular podendo faturar até R$ 3,6milhões podendo optar por Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *